Canal Ricardo Vale
Entrar  \/ 
x
ou
 Usar o Facebook  Usar o Google
Cadastrar  \/ 
x

ou
 Usar o Facebook  Usar o Google

Últimas Interações

A boa lei é aquela que é coletiva, produz efeitos de harmonia e boa convivência entre os beneficiado...
Parabéns deputado Ricardo Vale, pela coragem. Acredito que esta ação, devolve ao estudante da UnB, a...
Prezado Ricardo,
Li sua proposta sobre tarifa zero no transporte público urbano e se me permite, go...
Também gostaria de saber qual é o impacto geral dessa lei. <+>
Gostaria de saber qual é o impacto geral com a mudança dessa lei. O que o senhor deputado está suger...

GDF Ameaça demitir servidores.

GDF ameaça demitir servidores se contas não fecharem até fim do ano

O Governo do Distrito Federal insiste em criar um clima de terrorismo para justificar suas práticas neoliberais, que visam a diminuição dos gastos públicos através da piora dos serviços prestados para a população, além da redução dos direitos sociais dos servidores públicos do DF.

Em entrevista ao portal G1 na manhã desta sexta-feira, Hélio Doyle (chefe da Casa Civil do GDF) afirmou que há risco do salário dos(as) servidores(as) não ser pago em novembro deste ano, caso o governo mantenha a receita atual. Doyle não descartou a possibilidade de demitir servidores(as) concursados(as), caso o Governo ultrapasse o limite da responsabilidade fiscal. “Estou falando do servidor mesmo de carreira, você tem que reduzir o quadro de qualquer maneira”, senão de acordo com o secretário “você deixa de poder fazer operações de crédito”, diz.

O pacote de medidas na previdência que está sendo lançado agora, como uma possível solução para o problema, é outra forma de o Governo do DF retirar direitos já garantidos dos(as) servidores(as).

Implementar o terrorismo ao ameaçar de demissão trabalhadores(as) concursados(as) e propor teto para as aposentadorias dos próximos servidores(as) são medidas neoliberais de um “choque de gestão”, que aterroriza e amedronta uma categoria que não pode perder direitos já conquistados.

 

Fonte: http://www.sinprodf.org.br/